DIVULGAR DESAPARECIDOS-UMA LUTA DE TODOS NÓS!

Mais de 200 mil pessoas desaparecem no Brasil por ano,segundo pesquisa realizada pela ONG Movimento Nacional de Direitos Humanos e Ministério da Justiça(dados de setembro/2009).Deste total,crianças e adolescentes representam 5%.Os motivos do desaparecimento podem ser variados:tráfico de seres humanos,rapto de crianças para adoção ilegal,prostituição e exploração sexual infanto-juvenil.Para a polícia,porém,as causas apontadas acima são minoria.Muitos se perdem ou fogem de casa por causa da violência ou alguma deficiência mental.Ajude a diminuir a dor dessas famílias,divulgando fotos de desaparecidos.Uma luta de todos nós!

sábado, 15 de dezembro de 2012

Mãe está desesperada atrás de jovem desaparecida


Vanessa Silva do Bonfim está desaparecida desde terça-feira (11)


Ângela Pereira da Silva está a procura da filha, Vanessa Silva do Bonfim, de 18 anos, que está desaparecida desde a última terça-feira (11). Elas moram no bairro Morumbi e a mãe disse que naquele dia, a filha chegou da escola, fez almoço, esperou a irmã mais nova dormir e sumiu.
Segundo Ângela, Vanessa não tem namorado e não usa drogas. “Ela é uma menina responsável, estudiosa, obediente, uma serva de Deus. Eu não sei o que houve. Eu só peço à Vanessa que ela volta pra casa, não importa o que a levou a fazer isso. Eu não quero justificar nem oprimir ela, só quero minha filha de volta.”

Ângela Pereira da Silva procura pela filha. Elas moram no Morumbi
A mãe ainda diz que a família não tem problemas em casa. “A casa da gente é de paz, de amor de conselho. Não tem motivo. Ela estava fazendo o terceiro ano, passou direto. Eu não conheço as amigas dela, mas eu procurei na escola e ninguém tem notícia. Acho que tem alguém por trás disso, minha filha não ia fazer isso sozinha. Tem alguém que induziu ela”, afirmou.
A mãe disse não ter nenhuma informação ou ideia de onde ela possa estar. Se você tem alguma informação sobre Vanessa Silva do Bonfim, de 18 anos, ligue para o Disque Denúncia 181 e informe à Polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário